My Beatport

Log in to start using My Beatport!

My Beatport lets you follow your favorite DJs and labels so you can find out when they release new tracks. Log in or create an account today so you never miss a new release.

Create an Account
You're not following anyone yet!

My Beatport lets you follow your favorite DJs and labels so you can find out when they release new tracks. So go follow someone!

View My Beatport

My Artists View All


My Labels View All


My Carts


O terceiro EP desta linha de catálogo e Giuliano Rodrigues inova com "Ayahuasca". Talvez uma das substâncias com efeitos prolongados, o DJ carioca tentou produzir em sons o que esse poderoso extrato pode causar em sua mente. É uma bebida enteógena produzida a partir da combinação de várias plantas. A produção e o consumo da bebida são difundidos no mundo todo, em especial nos países ocidentais. A ayahuasca é, frequentemente, associada a rituais de diferentes grupos sociais e religiões, além de fazer parte da medicina tradicional dos povos da Amazônia. Os primeiros relatos do uso indígena de ayahuasca, no Ocidente, são dos missionários jesuítas Pablo Maroni em 1737 e Franz Xaver Veigl em 1768, que descreveram um cipó (liana) conhecido como ayahuasca, "usado para adivinhação, mistificação e enfeitiçamento", enquanto estiveram no Rio Napo. A categorização científica da ayahuasca, enquanto substância, sem levar em consideração qualquer contexto de uso, é de um alucinógeno psicodélico. Para a farmacologia, do ponto de vista bioquímico, essa categorização não possui qualquer juízo de valor, e simplesmente denota a substância como um alterador da percepção e da cognição que age sobre os receptores de serotonina. Mas ressalte-se que, para compreender seus efeitos psíquicos ou subjetivos, não se pode ignorar as crenças e contexto social de uso. Com as duas partes que a música apresenta, uma lenta e outra rápida; Giuliano Rodrigues traz uma sensação deslocada com sons e efeitos que dão muito eco, sem contar alguns elementos do minimal que se extende tanto na parte lounge da música quanto no ápice, que é o House viajante da mesma. Na segunda faixa, "Peiote" que dá o nome ao EP, temos uma música de 9:00 minutos com uma parte bastante introdutória que nos estimula uma certa expectativa e também nos faz esperar pelo "estouro dela". Sendo um cacto notável, seu efeito pode durar de 10 a 12 horas. Quando combinado com o lugar e o ambiente apropriados, o peiote é levado a um estado de introspecção profundo, descrito como sendo de uma natureza espiritual. Às vezes, esses podem ser acompanhados por ricos efeitos visuais ou auditivos (tipo sinestesia). A menos que a experiência aconteça em um contexto cerimonial conduzido por um "peyotero" com muita experiência, similar a um xamã, recomenda-se, para a segurança, que o usuário esteja acompanhado em todas as vezes por alguém que não tenha utilizado a mesma dose. Logo no início da música temos sintetizadores bastante psicodélicos e sons distantes. Sua base lembra um Techno Underground com percussões bastante claras e fortes. Há variações nos claps e também um grave presente e contínuo sem contar os teclados Deep's que nos fazem não definir de fato se é um DEEP HOUSE ou TECNO HOUSE. Sua evolução é cheia sendo perfeita paras as pistas ou se preferir, só viajar calmamente no seu mundo. Permita-se nesse EP sentir nos sons uma outra maneira de se sentir leve, capaz, forte e sem limites. Uma oportunidade de se ver diferente. Distributed By Symphonic Distribution - www.symphonicdistribution.com

Release

Peiote EP

Title

Artists

Remixers

Genre

BPM

Key

Length